Perguntas

01 Posso usar qualquer transponder em qualquer carro?
02 O que pode acontecer quando o TC-2000 insiste em indicar no visor "erro de ignição"?
03 Posso reaproveitar transponder de chaves quebradas?
04 Novos veículos e seus sistemas
05 É possível burlar as senhas da V.W. (PIN CODE) e da G.M. (INFOCARD) ?
06 O que fazer quando sua máquina apresentar os seguintes erros:
Erro de Ignição - A máquina não estabeleceu comunicação com o veículo.
  Senha Errada - Senha errada
  Erro Cópia - Chave já habilitada / limite de chaves excedido.
  Erro Chave - Transponder errado ou chave sem transponder.


01 Posso usar qualquer transponder em qualquer carro?
  Não. Os transponders são fabricados por empresas diferentes (Philips, Texas, Temic, Sokimat, etc) e possuem características de sinal de emissão e códigos de gravação diferentes. Por exemplo, os novos transponders cryptografados Philips são gravados com padrões diferentes para as montadoras VW, GM, Renault, Peugëot, NIssan, etc. Assim sendo, não podemos "trocar" simplesmente os transponders das chaves e fazermos sua habilitação no veículo, não podemos nos basear só plea lâmina da chave, devemos recorrer a tabelas quando temos dúvidas sobre qual chave usar em determinado veículo.



02 O que pode acontecer quando o TC-2000 insiste em indicar no visor "erro de ignição"?
 

A mensagem "erro de ignição" pode indicar várias ocorrências, por exemplo:
- O veículo não possuir sistema imobilizador (já constatamos diversos VW Polo Classic com transponder na chave mas sem o sistema imobilizador instalado no veículo).
- Ter "afundado" algum pino do conector (C1, C2, C3 ou C4). Os pinos não podem ser rígidos, pois quebrariam facilmente ao serem conectados, e às vezes, por dificuldades no encaixe, os pinos acabam afundando no conector.
- Nos veículos VW e GM (linha Crypto), a comunicação (veículo x TC-2000) se dá via painel, por isso temos que ter "obrigatoriamente" uma das chaves virada no cilindro de ignição, sem ligar o motor do veículo, e painel aceso para podermos continuar o processo de habilitação das chaves.
- Na linha Astra, temos notado uma maior incidência da mensagem "erro de iginição". Recomendamos fazer o seguinte: primeiramente pedimos a identificação do veículo, insistimos até aparecer o número do imobilizador e a data de fabricação do veículo. Arttamos o botão vermelho, vamos para afunção "gravar chaves", seguimos o procedimento obtendo sucesso na gravação.
- Um cuidado especial devemos ter quando trabalhamos com carros "recuperados de seguradoras" ou "oficinas de reparações". A queima de "fusíveis", "reles", a troca de "leitores de imobilizadores" e módulos de injeções", baterias fracas, podem dificultar a habilitação de novas chaves. Devemos primeiramente estudar as condições do veículo a ser trabalhado.

 



03 Posso aproveitar transponder de chaves quebradas?
 

SIM e NÃO. Dependendo do transponder utilizado, podemos reaproveitá-lo em outro veículo da mesma marca, como os utilizados na linha Fiat Palio (transponder Temic código fixo em AM), linha GM Corsa, Vectra e Omega (transponder Phillips código fixo em AM), linha Ford Ka, Fistea, Escort, Mondeo (transponder Texas código fixo em FM), linha VW (todos os modelos, respeitando sempre o uso em veículos de mesmo modelo e ano); já os Sistemas Cryptografados, GM, palio 2001 por exemplo, existe um casamento entre o transponder e o veículo o que impossibilita o seu reaproveitamento.




04 Novos veículos e seus sistemas
 

Os veículos modelo 2001 possuem novidades em seus sistema de imobilização, os modelos Celta e Zafira da General Motors já vem equipados com o novo sistema cryptografado e você pode acrescentar novas chaves com seu TC-2000 ou TC-LIGHT usando a função Astra >98, a chave do Zafira (G621T16) é a mesma usada no Astra, a chave do Celta possui cabeça plástica diferente e friso contrário ao Astra (G569T16).
Outro modelo GM a ter imobilizador eletrônico é a S-10/Blazer (G552T17) o transponder utilizado é o crypto T17 e nosso TC-2000 será atualizado para a habilitação dessa chave, temos também a introdução do alarme integrado a cabeça da chave na linha Vectra 2001 (G685T16TC), como a chave da Astra c/ telecomando (G621T16TC). Outras montadoras também introduziram novos sistemas, a Ford, com a linha Focus, inaugurou seu sistema cryptografado e sua chave (G589T32) é diferenciada pela marca azul em sua cabeça , a Fiat lança o Mille 2002 com moto "Fire" e tem como novidade a inclusão do Fiat Code como item de série, como já acontecia em "toda a linha do Palio Fire".
Sobre esse sistema, também chamado de Fiat Code II Geração, a introdução de uma nova chave ficou bem complicada; quando o cliente solicita uma cópia na autorizada, essa pede ao cliente o numero do código eletrônico existente no "Fiat Card" , com esse número em mãos, a autorizada envia a fabrica a solicitação de uma nova chave , a fabrica então "cria" uma nova chave para aquele veículo (através do número do código eletrônico) e envia a nova chave de volta a autorizada que finaliza o processo fazendo a "apresentação" da nova chave com a utilização de um aparelho chamado E.D.I. (Estação de Diagnóstico Inteligente).
Os Franceses, Citroën Xsara, Picasso e Peugeot 206 também estão equipados com sistemas cryptografados e utilizam transponder Philips de última geração. As cópias de chaves desses veículos por enquanto só podem ser feitas na rede autorizada e com o conhecimento de senhas de acesso. Nós da Chaves Gold estamos trabalhando para podermos acrescentar no TC-2000/TC-LIGHT os modelos destas linhas, aguardem!!!



05 É possível burlar as senhas da V.W. (PIN CODE) e da G.M. (INFOCARD) ?
 

- Não. Os Sistemas Imobilizadores fora projetados com máxima segurança de forma que sua quebra não é tão simples. Devemos lembrar que estamos falando sobre segurança de veículos, portanto, o sistema é projetado para que um ladrão, em condições normais, não consiga "arrancar" com o veículo. Não adianta a utilização de michas (ou gazuas) para virar a ignição, pois não será possível dar a partida.

O que pode ser feito então?

Vamos discutir caso a caso;
Quando falamos em um Fiat Palio (Weekend, Strada, Siena), por exemplo, é possível fazer com que o veículo dê partida sem as chaves originais com transponders, bastando para isso trocarmos o módulo de injeção desse veículo (que esta "codificado") por um outro módulo de injeção "virgem", tomando alguns cuidados como: desligar o módulo leitor do transponder (localizado junto a barra de direção) para que este não "codifique" a central virgem com as mesmas chaves do módulo antigo; e também, retirarmos o fusível da luz indicadora do CODE no painel de instrumentos (para que a luz do CODE não fique acesa no painel). Esse princípio de

 

Módulo do
Imobilizador
FIAT   

Módulo de
Injeção

    FIAT

 

"troca de centrais" é possível para vários veículos,porém, devemos ter cuidado com o alto custo, parâmetros de regulagem do motor e com modelos que o sistema imobilizador é item de série (Golf, Classe A, Fiat Fire, etc). A Chaves Gold oferece esse serviço de remapeamento de Centrais de Injeção Fiat, para isso, consulte seu distribuidor Gold.
Na linha VW nacional (Gol, Saveiro, Parati, Santana e Kombi), os chaveiros tem trabalhado com a troca de imobilizadores com a senha de aceso (Pin Code) conhecida. A apresentação do imobilizador é automática para esses veículos, e assim com o conhecimento da senha, fica fácil a apresentação de novas chaves com o TC-2000 ou TC-LIGHT. A Chaves Gold oferece esse serviço de levantamento de senhas e venda do imobilizador a base de troca. Consulte seu distribuidor Gold.
Quando trabalhamos com veículos da General Motors também podemos, de certa

 

Imobilizador
       VW


Pin Code

 

forma, "enganar" o sistema numa emergência. Nesse caso devemos comprar uma nova antena (que nos veículos da GM são incorporadas com o leitor do imobilizador), termos em mãos o equipamento original GM (Tech 2) e realizarmos uma seqüência de "apresentações", na qual iremos criar uma "nova" senha para o "novo" imobilizador; apresentar este ao módulo de injeção do veículo e finalmente gravar um novo grupo de chaves com transponders. Para os chaveiros que possuem o TC-2000 ou o TC-LIGHT, a Gold lançará brevemente a atualização do Cartucho Scanner.1 que permitirá a apresentação dos módulos da linha GM e VW.

 
Imobilizador
GM





Erro de Ignição - A máquina não estabeleceu comunicação com o veículo.
 

Solução:
- Verificar se a chave está virada contato com o painel de instrumentos acesso.
- Verificar se há fusíveis e relés queimados ou se a bateria está fraca.
- Verificar o posicionamento do conector de diagnose se não tem fios quebrados cortados.
- Verificar se não estão utilizando o fio do imobilizador para ligar outras coisas eletrônicas no veículo, como som, alarme e etc.





Senha Errada - Senha errada
 

Solução:
- Verificar se o cliente realmente possui a senha correta.
- Verificar se o número do imobilizador contido no "pin" corresponde à numeração adquirida pelo seu equipamento.
- Verificar se o módulo imobilizador não foi substituído por outro novo ou usado.





Erro Cópia - Chave já habilitada / limite de chaves excedido.
 

Solução:
- Verificar se a utilização do transponder corresponde a do veiculo que você esteja trabalhando Ex: (T20 Nova tentar habilitar com um T42 Megamos Cryto).
- Verificar se a chave já esta habilitada.
- Verificar o ano do veiculo, pois determinados veículos possuem a mesma lamina de chaves com transponder diferente. Ex: (Pólo Classic 99 a 00 usa o transponder T15, já no modelo mais novo 01 > utiliza o transponder T24).






Erro Chave - Transponder errado ou chave sem transponder.
 

Solução:
- Verificar se a utilização do transponder corresponde a do veiculo que você esteja trabalhando Ex: (T20 Nova tentar habilitar com um T42 Megamos Cryto).
- Verificar se a chave já esta habilitada.
- Verificar o ano do veiculo, pois determinados veículos possuem a mesma lamina de chaves com transponder diferente. Ex: (Pólo Classic 99 a 00 usa o transponder T15, já no modelo mais novo 01 > utiliza o transponder T24).